4 razões que fazem da Python a melhor linguagem de programação para iniciantes

Via IDG NOW

Ela permite que você trabalhe com data science e machine learning, e em muitas outras áreas que hoje são essenciais nas organizações de grande porte

linguagem de programação Python tem ganhado popularidade nos últimos meses entre programadores. Segundo índice da Tiobe, empresa que avalia a qualidade de software, Python já é a quarta linguagem mais utilizada, atrás apenas de Java, C e C++.

Mas por que o Python pode ser considerada a melhor linguagem para iniciantes na área?

Além de ser um requisito em desenvolvedores de grandes empresas, ela permite que você trabalhe com data science e machine learning, e em muitas outras áreas que hoje em dia são essenciais nas organizações de grande porte. É o que explica a plataforma de cursos on-lne Udemy, que listou os principais motivos para que Python seja considerada a melhor linguagem de programação para inciantes. Confira:

Facilidade

Python é uma linguagem ágil, fácil e objetiva, o que democratiza seu ensino e a faz ser procurada cada vez mais. É uma linguagem orientada a objetos criada em 1991 e a sua simplicidade é sua maior característica. Conta com um modelo comunitário de desenvolvimento, que é aberto e sem fins lucrativos.

Democrática É também uma linguagem para todos os públicos: crianças, universitários, desenvolvedores, entusiastas da programação etc. Se você tem um projeto a ser desenvolvido, precisa de uma ajudinha de linguagens de programação, mas não sabe muita coisa sobre o assunto, o Python é o que você procura.

Simplicidade

Por ser uma linguagem de alto nível, o Python não requer conhecimentos de outras linguagens para que se possa trabalhar com ele. A lógica da programação pode ser aplicada diretamente ao código, o que faz com que seu aprendizado seja simples e rápido. É, também, uma linguagem que requer menos código para concluir tarefas que são básica. Com apenas uma linha de código, você pode determinar uma sequência e montar uma lista. Python é uma linguagem de fonte livre e aberta, com uma grande comunidade de apoio para seus desenvolvedores.

Robustez

Apesar de sua simplicidade, o Python pode ser aplicado em projetos robustos. Back-end de sistemas web, ciência de dados, machine learning, simulações etc. são alguns exemplo de projetos em que o Python pode marcar presença. Os setores de tecnologia de empresas como Google, YouTube, Disney e IBM estão repletos de funcionários que dominam o Python. Não é à toa que são as empresas responsáveis pelo crescimento desse mercado – e é justamente por isso que você deve dar uma chance para essa linguagem.

Eficácia

Para quem não quer encontrar regras difíceis de serem entendidas e executadas, o Python também não decepciona. A sintaxe dessa linguagem é fácil de aprender, e um comando termina quando uma linha acaba. Isso significa que as exigências do Python são reduzidas, e que uma linha de código é suficiente para a realização de tarefas que exigem mais de três linhas de código em outras linguagens. Assim, o programador tem menos chances de errar. Por ser uma linguagem interpretada, e não compilada, o Python tem seu código-fonte lido por um interpretador e convertido em código executável por uma máquina. Por não ser processada por um compilador para um formato específico, a linguagem roda em diferentes plataformas – basta ter um interpretador para processar o código. Isso torna o Python uma linguagem multiplataforma.

Deixe uma resposta